Arne Maus* fala sobre a origem do Identity Compass®

No ano de 1995, fui convidado a dar uma Formação sobre as estruturas mentais denominadas “Metaprogramas” em Programação NeuroLinguística (PNL), pela primeira vez. A minha exigência como Formador era a de apenas falar do que eu já compreendia. Mas houve algumas perguntas sobre as estruturas de pensamento a que eu não pude responder. Todos os Formadores com os quais conversei sobre isto, todos peritos reconhecidos, foram unânimes em dizer-me: “Arne, o que perguntas não tem sentido. Essas são simplesmente perguntas erradas no contexto. Portanto, não pode haver nenhuma resposta.” Depois de ouvir isto de meia dúzia de Formadores passei, aos poucos, a acreditar no que me diziam. Mas nem tanto. Ao encontrar-me com Robert Dilts, o maior especialista mundial em PNL, coloquei-lhe as mesmas questões e surpreendentemente recebi uma resposta diferente: “Perguntas interessantes, Arne. Também não tenho nenhuma resposta, mas creio que haverá algumas”.

Este foi o início de uma frutuosa cooperação entre nós. O Robert forneceu-me um extenso material de pesquisa que, em parte, ainda não tinha sido publicado (Março de 2002). Depois do que desenvolvi a primeira versão e fiz os testes necessários. Ao mesmo tempo fiz outro importante contacto: Bert Feustel, que também me forneceu uma grande quantidade de material.

Então vieram os de telefonemas entre Hamburgo (eu) e Munique (o Bert). Durante as longas discussões, que duravam horas, sobre a selecção de algumas palavras, pouco a pouco o Identity Compass® foi tomando forma. Paralelamente, a programação teve início em Outubro de 1998. Aliviado, os programadores disseram-me que tudo o que eu pretendia programar era muito simples e que estaria terminado dentro de 14 dias. Bem, acho que fui demasiado crédulo (ou eu simplesmente não entendi ou, então, os programadores confundiram alguma coisa?). Assim, somente em Junho de 2000 surgiu uma versão realmente funcional, ou seja, quase dois anos depois. E continuámos a trabalhá-la para a aperfeiçoar. Em Março de 2002, após um período de desenvolvimento de mais de seis anos e três anos e meio a programá-lo, este é o produto que sempre tive em mente. Três programadores fizeram o melhor que podiam e hoje é um produto absolutamente convincente.

No final de 1999, eu apresentei o programa a Robert Dilts numa versão beta que o deixou muito surpreendido e entusiasmado com o programa, pois não nos víamos há um ano. Dilts foi um entusiasta bem como todos os outros que viram o programa e as questões

Devido à sua análise científica, o Identity Compass® também foi aperfeiçoado de acordo com as rígidas normas científicas.
Depois de quatro anos de desenvolvimento e de todo o trabalho que rendeu o projecto, foi um reconhecimento muito agradável. Os Formadores que em 1995 tinham dito que não havia respostas para minhas perguntas estão agora convencidos do contrário. Também eles acreditam que deve haver correlações entre as estruturas mentais e que elas podem derivar entre si, mesmo que saibam tão pouco quanto eu. Mas estou plenamente convencido de que o Identity Compass® trará as respostas para essas perguntas. Já me deu algumas pistas.

Hamburgo, 11 de Março de 2002

* Arne Maus é fundador da Identity Compass International GmbH